[Resenha] Livro: Pólvora!

Livro: Pólvora - Tico Santa Cruz

Pólvora é o livro proibido do roqueiro Tico Santa Cruz, definido pelo próprio autor como uma narrativa “psicótica, suja e violenta”.

Será que escrever segue uma fórmula padrão e se você escreve bem em alguma plataforma você irá escrever bem em qualquer lugar? Eu acho que não, Tico Santa Cruz já mostrou que sabe escrever músicas, pois já lançou 7 álbuns com sua banda Detonautas Roque Clube.

Apesar de já ter lançado dois livros antes de Lançar o Pólvora, eu resolvi começar pelo último lançamento, e posso afirmar que o autor demonstrou flexibilidade, e foi muito bem das letras musicais aos textos dessa novela policial.

Já faz algum tempo que peguei o hábito de ler mais de um livro ao mesmo tempo, normalmente eu costumo conciliar a leitura de um livro técnico com outro de ficção, que além de estimular nosso cérebro a lembrar das histórias me ajuda a ter na leitura também um momento de descanso e diversão. A Leitura do “Pólvora” veio para ser o livro de ficção da vez, mas não durou muito, comecei a leitura em um sábado e no domingo já havia terminado, pois queria de qualquer forma saber o desfecho da história que a cada página se tornava mais empolgante

Livro: Pólvora - Tico Santa Cruz
“Uma leitura intensa e chocante sobre terror e caos, hipocrisia e preconceitos, política e serial killers. Mas, acima de tudo, sobre o lado mais sombrio de cada um de nós.”

O primeiro capitulo começa a mil por hora, revelando uma pequena prévia do que está por vir, em pouco mais de uma página conhecemos dois dos personagens do livro realizando um assalto, com muita violência, sexo e serve de alerta para que se você for uma pessoa que se choca fácil, é melhor parar por ali.

Algumas passagens me lembraram bastante Bukowski descrevendo suas aventuras, descrevendo as cenas em todos seus detalhes e sem muitos eufemismos. O interessante é que durante a narrativa, os acontecimentos vão ocorrendo e trazendo lembranças ao personagem principal, que conta como as coisas chegaram naquele ponto, aos poucos, soltando um pedaço do passado em cada ação do presente.

A Crítica sobre o modo de vida atual fica explicita desde os primeiros capítulos, tratando de assuntos atuais, apresentando ideias sobre a sociedade, o capitalismo e a forma como encaramos este modo padrão de viver.

Talvez, se tivéssemos nosso próprio Dia de fúria e resolvêssemos exorcizar nossos demônios em todos que estivessem em nossos caminhos, teríamos uma história bem parecida com a deste livro.Cada capítulo traz uma nova surpresa, novos personagens e surpreende muito, principalmente quando você acha que já sabe o que vai acontecer.

No meio de todo o Caos, conseguimos pegar desde criticas diretas a imprensa, ao governo, como também dicas de livros e músicas, mas tudo dentro de um contexto da própria história, eu confesso que sorri ao protagonista comentar sobre o Livro: A Erva do Diabo – Carlos Castaneda, pois acabei de lê-lo recentemente e gostei muito.

Recomendo muito o livro, na minha mão ele não durou um final de semana, eu gosto de livros que me prendem desta forma. Tico Santa Cruz me surpreendeu com este livro, apesar de já escrever bastante em seu blog acredito que a experiência de publicar um livro seja um pouco diferente, agora vou ler os outros livros dele pra ver o que acho.

Vale citar também o excelente serviço da Editora Belas Letras, que prometeu a entrega do livro autografado para o meio de novembro e ele chegou no final de outubro.

Escrevi esta resenha ouvindo, o que na minha opinião poderia ser a música tema do livro:

Mesa De Saloon – Matanza

Everton Lima é Desenvolvedor Web, aficionado por tecnologia e café, Practitioner em PNL, com formação em Hipnose e ciclista amador.

Everton Cerqueira Everton Lima Cerqueira
Agência SOMA - Especializados em WordPress
São José dos Campos, São Paulo, 12233 Brasil
http://www.evertonlima.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *